São Paulo, 25/06/2017        
PÁGINA INICIAL
Florais de Bach para animais
 
ARTIGOS     
 
COMPORTAMENTOS HERDADOS
Escrito por Maria Helena Dabrius - Bióloga USP


Vemos a presença dos ancestrais primitivos nos nossos cães em ações simples e rotineiras, as quais muitas vezes nos parecem inúteis e sem sentido.

Mas não se iluda, um dia estes comportamentos foram fundamentais de algum modo para a sobrevivência da espécie.
Hora de dormir, observo cães que preparam sua cama, rodam, rodam, rodopiam, por inúmeras vezes, chegam a cavoucar a cama, afofando, tal qual fazem os chacais e lobos em liberdade, preparando um ninho ou uma toca para repousar. Gostam de entrar em caixas, atrás dos móveis, dentro de armários, igual as lobas na hora de dar a cria, procurando uma toca apertada, um refúgio seguro.
Ataque surpresa

Mesmo seu cão sendo manso talvez você já tenha observado tal atitude em brincadeiras, observe seu cão se preparando – abaixa a cabeça, ficando quase agachado, como para esconder-se, alguns até num ato preparatório do bote dão uma reboladinha nas ancas. Depois como em um salto pulam sobre a presa imaginária. Algumas vezes, estudando o ataque, em alerta levantam uma das patas. Observo muito este comportamento em filhotes brincando. Tal qual um treino preparatório para caçada.

Coco é a questão:

Após fazer o coco, os cães fazem movimento de “enterrar”, jogando as patas para trás repetidamente, cheirando por vezes o coco e conferindo. Nas patas os canideos tem glândulas sudoríparas que liberam odor ao raparem o chão, assim, com este ato demarcam seu território.
Você sabia que o um Lobo Guará pode andar até 60km por dia e o território de um casal demarcado com as fezes gira hoje em torno de 20km, no passado chegava a 300km.

Rolar e esfregar:

Tenho um Cocker Spaniel (Jeremy) que era um promissor campeão, mas prepará-lo para as pistas significava ter um pelo impecável e para isso eu teria que mante-lo confinado, o que mataria ele e eu de infelicidade. A vida dele e alegria extrema é rolar na grama, se esfregar na terra e sentir o aroma úmido que levanta.
Meu avo por outro lado teve um basset (Diky) que tinha o mesmo hábito porém com uma preferência pra lá de repugnante, rolava na carniça, mais um manifestação de comportamento adquirido.

Na vida selvagem este hábito pode ter várias utilidades, o lobo pode estar se limpando, pode disfarçar seu cheiro para confundir um predador.


Urinar - a identidade ,

A urina nos canídeos é usada como demarcação de território, vemos ainda hoje isso em lobos, chacais, hienas e nos nossos cães. Lilika uma alegre Boston terreir, que se hospedava conosco, quando passeava, urinava tal qual as fêmeas de hienas fazem, ficava em pé nas patas dianteiras e soltava jatos de urina nas árvores, pedras e paredes. Interessante pensar que as hienas vivem em uma estrutura familiar matriarcal.
Nos cães a demarcação de território é um comportamento mais frequente em machos, sendo esta razão de recomendarmos a castração precoce que em tese elimina um comportamento herdado, hoje inútil.

Citando Charles Darwin : .... "sempre que qualquer sensação de desejo, aversão, etc. tenha ocasionado algum movimento voluntário durante uma longa série de gerações, uma tendência à execução de movimento similar será quase certamente desencadeada toda vez que a mesma – ou semelhante associação, ainda que fraca for experimentada ; não importando que o movimento seja nesse caso absolutamente inútil".

Os comportamentos herdados, no mínimo servem para lembra-lo que seu cão descende de um remoto ancestral , hoje domesticado ainda carrega uma bagagem genética valiosa que o liga a uma vida livre e selvagem.

Você gostou do artigo, envie sua opinião. Se tiver fotos do seu amigo que ilustrem o que comento envie para Tia Lena – lena@eventiva.com.br

Escrito por Maria Helena Dabrius - Bióloga USP

Considerações feitas a partir da leitura de: “A expressão das emoções no homem e nos animais” – Charles Darwin.



Tia Lena
http://www.facebook.com/LenaDabrius
http://pousadatialena.blogspot.com.br/
11.4618-4365
11.9999-7922

<<Voltar para página Anterior

 

 

Topo^   

COLUNAS