São Paulo, 25/06/2017        
PÁGINA INICIAL
Florais de Bach para animais
 
ARTIGOS     
 
Analise bioenergética
“...descobri o trabalho de Alexander Lowen. A analise bioenergética por ele fundada é uma terapia analítica fundamentada no corpo, que enfoca as tensões musculares corporais que constituem a contrapartida física dos conflitos emocionais da personalidade.” Stephen Sinatra no livro “Sexo, amor e seu coração.”

O trecho acima sintetiza de forma sucinta o que é a análise bioenergética, uma terapia baseada nos trabalhos de Wilhem Reich. São dois os principais conceitos da teoria Reichiana nos quais se fundamentou a análise e terapêutica desenvolvida por Lowen: o de couraça muscular, que são tensões musculares, análogas a uma armadura, através da qual a pessoa se defende do mundo. E o de potência orgástica, que trata da capacidade de entrega e satisfação de uma pessoa dentro da sua sexualidade. Destes dois conceitos surge a análise do caráter, através da qual o terapeuta obterá um mapa dos principais conflitos estruturados na personalidade da pessoa em tratamento, através de uma leitura corporal.
Divergindo-se da psicanálise que se fundamenta no tratamento pela palavra, Reich vai de encontro ao corpo e explora a dimensão somática da doença psíquica. Não demora a incluir em seu trabalho, a intervenção corporal juntamente com a análise. Como psicanalista, havia sido aluno de Freud, a quem entregou diretamente seu clássico livro “A função do orgasmo”, no qual havia equacionado o sistema de carga e descarga da energia libido (energia sexual), base do trabalho Freudiano. Ele cria o conceito de “potência orgástica” que trata bàsicamente, da capacidade de descarga de energia durante o orgasmo.
Este foi um conceito revolucionário, pois demonstrou a relação somática direta entre neurose e a vivência sexual do indivíduo. A potência orgástica é derivada da participação total do organismo no ato sexual, e é muito diferente do orgasmo genital, que pode ocorrer sem muito envolvimento entre os atuantes e é marcado por frustrações e insatisfações sexuais características da personalidade neurótica.
É através de tensões musculares, que o organismo pode, em função da própria sobrevivência, suprimir sentimentos indesejáveis, consequência de vivências traumáticas do individuo, desde o nascimento. Reich usava a pressão com a mão, entre outros exercícios corporais, sobre essas tensões, para trazer a tona os conflitos emocionais para então trabalha-los através da palavra como na psicanálise, obtendo muitas vezes resultados extraordinários, que porém, regrediram em muitos casos após o termino de um tratamento aparentemente bem sucedido.
Foi quando, Alexander Lowen, na época um terapeuta Reichiano, que havia abandonado o trabalho como advogado e se formado como psiquiatra para trabalhar com Reich, e tendo sido antes tratado por ele, começou a desenvolver suas próprias ideias: “Compreendi que não podia haver atalho algum para a saúde emocional e que o trabalho consistente através de todos os problemas do individuo é a única forma de assegurar o seu funcionamento ótimo.” Não se tratava unicamente dos traumas passados dos pacientes, também estava envolvida a sua relação com a cultura, ou seja, sua vivência no mundo.
Após ter se afastado por alguns anos para concluir o curso de medicina na Europa Lowen encontra um novo quadro de desenvolvimento da terapia reichiana nos E.U.A. Havendo se extinguido o entusiasmo inicial, Reich e seus seguidores, se encontravam em meio a perseguições e hostilidade da comunidade cientifica da época. O trabalho antes conhecido como “vegetoterapia caractero-analitica” deu lugar à “ terapia orgônica” tendo como ênfase a acumulação de energia orgonio (Orgonio era o nome criado por Reich para a energia sexual). Assim a análise do caráter perdeu sua ênfase nos trabalhos reichianos.
Lowen procurou outro psiquiatra que havia trabalhado com Reich chamado Pierrakos, para dar continuidade ao próprio processo terapêutico. Ele sabia, apesar de haver finalizado sua terapia com Reich, que havia tensões musculares que poderiam ser trabalhadas para um maior desenvolvimento de sua personalidade e capacidade para o prazer, e que precisava conquistar este desenvolvimento caso quisesse que outras pessoas o experimentassem através de seu trabalho terapêutico . Em suas palavras “...não acredito que podemos fazer pelos outros o que não podemos fazer por nós mesmos .” (A.Lowen Bioenergética)
Trabalhando seu próprio corpo, Lowen, foi desenvolvendo seu próprio sistema terapêutico, através da criação de exercícios que o auxiliavam a reconhecer e liberar as tensões musculares. Surgiu o conceito de “graunding” exclusivo da bioenergética, que significa pés no chão. Conceito que foi se desenvolvendo ao longo dos anos, pela percepção de que todos os pacientes sentiam a falta de ter os pés firmemente plantados no chão, o que representava sua falta de contato com a realidade. ”Graunding”, ou seja fazer com que o paciente tenha contato com a realidade, com o solo onde pisa com seu corpo e sua sexualidade, tornou-se uma das pedras fundamentais da bioenergética. (A.Lowen Bioenergétca.). A partir deste trabalho original a análise bioenergética se diferenciou da terapia reichiana e se afirmou como uma escola independente.
Como o “graunding”, outras analogias corporais que representavam atitudes psíquicas surgiram. Muitos outros exercícios foram desenvolvidos com o intuito de diluir as tensões musculares gerando uma liberação do fluxo energético e da motilidade, de forma a aumentar a vitalidade do organismo, e expandir sua capacidade para o prazer e sua tolerância à excitação. Com a liberação das tensões musculares e da motilidade buscamos a livre movimentação que representa a livre expressão. Os exercícios são trabalhados em conjunto com a terapia, pois por trás de tensões musculares crônicas existem conflitos emocionais, como Reich havia demonstrado, e estes necessitam de ajuda profissional para serem trabalhados.
A analise bioenergética se tornou uma terapêutica bem fundamentada, em um trabalho consistente. Instituisse como um processo de longo prazo, que busca a integridade do indivíduo, de modo que ele possa sentir, através do livre fluxo de energia em um corpo vivo, toda a intensidade da vida com suas alegrias e tristezas, prazeres e dores.
Esta é a história, de como que a partir das idéias de Whillian Reich, pelas mãos de Alexander Lowen e seus colaboradores, a análise bioenergética foi ganhando forma, como vimos, história que ainda esta acontecendo nos consultórios de terapeutas de todo o mundo, nas escolas de educação física, workshops, livros, práticas livres... Um grande abraço a todos. Obrigado.

Meu nome é Renato Pirfo, sou formado em massagem Shiatsu pelo Senac e Imam, possuo o curso de Reflexologia Podal do Imam, "Reich e Lowen em dez movimentos", curso de análise bioenergética, Curso de teoria e pratica na MTC, oficina de consciência corporal Ivaldo Bertazo,Oficina Corpo Prisma uma exploração em BMC.
Meu telefone de contato é (031)8737-7866, e-mail: bioenergia_reflexologia@yahoo.com.br





<<Voltar para página Anterior

 

 

Topo^   

COLUNAS