São Paulo, 14/11/2018        
PÁGINA INICIAL
Florais de Bach para animais
 
ARTIGOS     
 
Desde os tempos mais remotos os animais (ditos irracionais) conseguem sobreviver na natureza, quer buscando alimentos e água; quer lutando para se defender e defender o seu grupo; quer procriando para preservação da espécie; quer enfrentando situações de mudanças climáticas e até mesmo algumas catástrofes.
Com o passar dos anos, passou a ter mais convivência com o ser humano (dito racional), vivendo entre os homens, sendo alimentados e abrigados por eles e algumas espécies, em algumas regiões, sendo inclusive, venerados por eles.
A partir desta convivência, o homem passou a reparar mais em cada espécie, observar seus hábitos e, principalmente, suas reações quando em contato com outros animais de sua espécie ou com animais de espécies diferentes e com o próprio homem.
Com o decorrer desta constante e intensa convivência, o homem começou a perceber que havia um "algo mais" no modo de interagir destes animais que estavam mais próximos deles.
O homem percebeu que os animais tinham uma grande capacidade de se adaptar à novas situações e à novas condições ambientais.
Hoje estudos mais profundos revelam que os animais demonstram capacidade de aprender; de perceber certas coisas; de compreender muito mais do que se espera deles.
Existem casos, inclusive, em que o animal que convive muito com o dono acaba adquirindo alguns hábitos do dono porque percebem seus atos e reações mais sutis e conseguem imitá-lo, achando que desta forma estará agradando a ele.
Já existem casos comprovados de animais que desenham, que escovam os dentes, que levam mensagens, que farejam drogas, que guiam cegos e outras ações desenvolvidas por animais que seguem uma "ordem" dada pelo homem. Ordem esta que é aprendida, assimilada e posta em prática pelo animal de forma satisfatória e eficiente.
Os animais conseguem se comunicar entre eles e com o homem através das linguagens verbal e corporal, próprias de cada espécie. Estudos comprovam que através destas linguagens eles conseguem transmitir seus hábitos culturais através de suas gerações, desenvolvem a memória, fabricam ferramentas e planejam estratégias.

O QUE É ISTO SENÃO INTELIGÊNCIA ?
Quanto maior o convívio entre o animal e seu dono, maior o laço afetivo que os une.
O homem tende a cuidar melhor da saúde de seu animal, cuidar para que tenha mais conforto, para que se sinta feliz ao seu lado . Conversa com ele, dá "colinho" e beijinhos. Isto é fruto do amor que ele sente por seu animalzinho.
Por sua vez, o animalzinho retribui com "lambidinhas", abana o rabo, se roça nas pernas do dono pedindo carinho e atenção. Isto é uma demonstração de amor e afeto.
Existem pesquisas e experiências científicas que comprovam que os animais também sentem medo, dor, tristeza, raiva, alegria, ciúmes, vergonha e outros sentimentos semelhantes aos dos seres humanos. E o maior de todos estes sentimentos que um animal pode demonstrar por seu dono é a FIDELIDADE. Ele lhe será fiel, seu companheiro e protetor até a morte.
Isto eu tenho certeza que é EMOÇÃO.

**********************
Cecilia Lutterbach
Publicação autorizada, desde que os CRÉDITOS SEJAM CONSERVADOS E
FONTE CITADA: site “Florais e Cia” – www.floraisecia.com.br

<<Voltar para página Anterior

 

 

Topo^   

COLUNAS