São Paulo, 17/09/2019        
PÁGINA INICIAL
Florais de Bach para animais
 
ARTIGOS     
 
A Revista Eco Spy, em sua última edição de agosto de 2006, apresenta como reportagem de capa: "NOSSO PLANETA PODERÁ FRITAR ATÉ 2015." Segue dizendo: "Cientistas brasileiros alertam: a destruição da camada de ozônio está ocorrendo bem mais rapidamente do que o previsto. Os problemas ambientais reservados à s gerações futuras têm de ser resolvidos agora ou a vida do planeta estará extinta em 2015."

Para que possamos entender esse gravíssimo problema atmosférico, vamos tentar explicar alguns conceitos.

O que é camada de ozônio? Você já viu um ozônio?

Eu acho que não, eu nunca vi, porque ele é como o ar atmosférico, ele é invisível. O ozônio é um gás de oxigênio concentrado (três átomos de oxigênio), muito leve que fica acima da terra, láaaaa na estratosfera, muitos quilômetros acima da superfície, formando uma camada de ozônio.

A camada de ozônio protege todas as formas de vida aqui embaixo, aqui na superfície da Terra, é um filtro de proteção contra os raios ultravioleta do Sol, que se conseguissem passar pela camada de ozônio,

provocariam, dependendo de sua intensidade, a morte de qualquer

ser vivo. O ozônio funciona como um agente do sistema imunológico do planeta.

Existe uma escala (UV Photon Index) que indica a intensidade de radiação ultravioleta no solo, que foi fixada pela OMS (Organização Mundial de Saúde). Diz essa escala, que é considerado normal de 1 a 3 pontos na escala; será um risco moderado, já requerendo certos cuidados (ficar à sombra no pico do sol, ao meio dia), de 3 a 5 pontos; de 6 a 8 pontos, o risco já é alto e são necessárias medidas mais eficazes, como o uso de protetor solar, roupas adequadas. Bom, se chegar de 8 a 10 pontos o risco é muito alto e acima de 11 pontos todo cuidado é pouco. Acima de 14 pontos é a destruição total de qualquer tecido animal ou vegetal.

E o que destrói a camada de ozônio?

Os cientistas especialistas no assunto apontam por unanimidade que o grande culpado é o gás fabricado artificialmente CFC (cloro, flúor e carbono) muito usado em antigas geladeiras, sprays, condicionadores de ar, espumas plásticas, aerosóis, cuja fabricação foi proibida em 2000. As moléculas de CFC (clorofluorcarbono), também chamado de Freon, conseguem passar pela tropesfera, que fica a uma altitude de 10 kilômetros e quando atingem a estratosfera suas moléculas são rompidas pelos raios ultravioletas, liberando o átomo de cloro. O átomo de cloro tem a propriedade de romper a molécula de ozônio (O3), dando origem ao oxigênio (O2) e ao monóxido de cloro (ClO). Um único átomo de cloro é capaz de romper milhares de moléculas de ozônio.

O CFC por ser um gás muito estável e mesmo sendo proibido sua fabricação desde o ano 2000, devido sua grande quantidade lançada na atmosfera, permanecerá presente na estratosfera, por mais de 50 anos.

O grande problema é que os especialistas não chegaram a um consenso sobre o assunto. Mandei muitos e-mails, através da Saneeco, empresa de saneamento que trabalho, divulgando essa notícia. Leia alguns dos comentários:

Meus caros,

a informação infelizmente é verdadeira. A notícia está com exclusividade na
revista Eco Spy porque eles acabaram de descobrir tudo isso e eu conheço um
dos cientistas que me passou todas as informações para que eu escrevesse uma
matéria completa.
Eles estão preparando as traduções dos estudos para enviar à revista Nature.
Os cientistas são de renome e as evidências por eles apresentadas são
incontestáveis. A própria Nasa já admite existir erros em seus cálculos de
aquecimento global mas não sabe onde estão, assim como grandes
meteorologistas de todo o mundo confessam também não entendem exatamente os
mecanismos atmosféricos.
Mas agora o enigma foi decifrado (inclusive de como deter furacões e fazer
chover) e os cientistas estão ansiosos em espalhar essa notícia pelo planeta
para que os governos se manifestem o mais rápido possível, pois assim como
descobriram o que verdadeiramente está desencadeando o aquecimento global
que acabará com o planeta em 8 anos no máximo, também descobriram duas
possíveis soluções para o problema. Mas é preciso agir agora pq. dentro de
pouquíssimo tempo o processo se tornará irreversível.

Abçs.
Sandro C. Cardelíquio (Diretor Executivo da revista eco Spy)

Li a matéria completa na revista e também fiquei chocado. O fundamento que
o amigo Walter procura está na revista... provado com números, gráficos e
dadoscientíficos... A revista está nas bancas... vale a pena conhecer.
Abraços!
FláviOjidos

Caro Walter, esta noticia é falsa.
Um abraço,
Esteban (Ph.D e Professor)

Caro Walter,
a notícia da alteração climática é fato, a grande maioria da comunidade científica está de acordo com este fato. A questão complica quando se estabelece uma data, 9 anos, assim como que já haja soluções, como o controle de furacões e chuvas. Isso está longe de ser verdade, ainda que já existam possibilidades de acelerar a precipitação de chuvas. O petroleo tampouco vai acabar, e se acabar existem várias alternativas e até bem mais salutares que o petróleo, o que será especialmente benéfico ao nosso pais. Existem muitas espectualções catastróficas para esse começo de milênio. Não que nao possa acontecer algo grave, mas a questão é que até então não há como saber quando e como vai acontecer algo grave. É isso o que sei.
Um abraço,
Esteban.

Em 21/08/06, Sandro - Eco Spy escreveu:
>
> Caro Esteban,
>
> Sugiro que antes de se arriscar em uma resposta com toda essa propriedade
> que vc. não tem por desconhecer os motivos aos quais esses três renomados
> cientistas foram levados a fazer essa assustadora revelação, tente
> entrevistá-los como eu fiz e se interar melhor do assunto. Estão à
> disposição de qualquer órgão de imprensa, cientista ou curioso metido a
> entendido para expor todos os fatos.
> Para seu conhecimento, eles expuseram no final do mês passado (julho/2006)
> os estudos na China, na COSPAR - um dos maiores congressos atmosféricos do
> planeta - onde foram destaque entre 3.000 trabalhos científicos
> apresentados, chamando a atenção dos governos chinês, japonês, russo, entre
> outros, os quais parece já estarem se unindo para tomarem providências nesse
> sentido.
> Os cientistas estão muito seguros e irredutíveis diante do que descobriram,
> inclusive com novas revelações que serão publicadas na próxima edição da Eco
> Spy. Eu estaria sendo negligente se não publicasse, por mais grave que sejam
> as notícias, pois estou tendo acesso direto à eles. Se estiverem realmente
> corretos, como tudo indica que estão, vc. e outros que se arriscam em uma
> resposta sem embasamento e conhecimento de causa, serão os responsáveis pela
> vida de bilhões de pessoas e do próprio planeta por espalharem que está tudo
> bem num momento em que é preciso uma mobilização social para chamar a
> atenção dos governos em relação a isso.
>
> Sandro C. Cardelíquio
> Revista Eco Spy

---------- Forwarded message ----------
From: Esteban Moreno
Date: 21/08/2006 14:02
Subject: Re: Nosso planeta poderá fritar até 2015 - Revista Eco Spy
To: Sandro - Eco Spy
Cc: wpereira1951@uol.com.br


Caro Sandro,
solicito a delicadeza de enviar-me a matéria completa que gerou este
contato, com o nome dos referidos cientístas, ou o que for possível
repassar. Caso se comprove a seriedade da mesma, comprometo-me a fazer
ampla divulgação da notícia, com todos os devidos créditos,
respeitando o interesse de vossa revista.
Os textos exparsos enviado pelo Sr. Walter carecem sim de melhores
explicações e de uma mínima legitimidade científica. Tanto assim que,
após enviado a um fórum científico de mais de 1000 pessoas, o maior em
nossa lingua, ninguém sequer se deu ao trabalho de respondê-lo.
Aparentemente eu fui o único.
Na verdade, estou muito longe de ser o algoz desta relação.
Cordialmente,
Esteban.

Walter, meu caro amigo, existem cientistas de várias espécies: os
pessimistas e os otimistas; os alarmistas e os cautelosos; os imediatistas e
os futuristas; os verdadeiros e os falsos; os conscientes e os
fundamentalistas; os acomodados e os ativistas.
É preciso muita cautela para fazer uma previsão com tanta precisão, que leva
pânico aos leitores.
É claro que as atividades antropogênicas vem perturbando os ecossistemas e,
em muitos casos, os danos são quase que irreversíveis, porém, não podemos
anunciar o final dos tempos, numa afirmação quase que filosófica ou
religiosa, sem provas cabíveis, baseando-se na profética afirmação de alguns
extremistas. A Terra pode passar por ciclos de tempos em tempos, como já
aconteceu com a era glacial, e não custa avaliar melhor, se não estamos
passando por um período de aquecimento, com mudanças bruscas de temperatura,
de rotatividade cósmica.
Precisamos fazer muito, sim, pela nossa moradia coletiva, depurá-la sem
jogar o lixo debaixo do tapete, mas não exagerar neste polimento audacioso
de certos cientistas, daí sim, estaremos fritos, realmente.
Um grande abraço.
João Salvador-biólogo do CENA (Centro de energia nuclear na agricultura - USP);

Esta noticia é verdadeira em parte já que se fala só do que os seres humanos fazem e nao dos outro smotivos que sao ciclos planetarios.

A informaçao é incompleta, e bem pior do que diz aquí.

Greenpeace carece de outros dados que sao muita importança para se entender o que esta acontecendo.



Qualquer coisa pode entrar em contato comigo



Kristen M. Neiling, Directora
Cambios Planetarios / The Camino
www.thecamino.com.ar
© 2006

Olá Walter,



Estamos relamente passando por transformações climáticas terriveis! Já não dá mais apara entender em que estação estamos. O clima seco nos trazendo constantes alterações respiratórias.

Uma das coisas que anda me preocupando demais é relacionada a "água".(já que alguém comentou sobre a situação da Amazonas).

Sabemos a situação atual, o "quanto tem diminuido" e me entristece ver que o povo não toma consciência disto! "Esbanjam" lavando calçadas, carros, varrendo passeios, (isto varrendo com a água) e enquanto isto a mangueira ligada e lá se vai a água, rua abaixo! Queria eu ter um projeto mais sério, talvez algo que chamasse e até chocasse a população em relação a este assunto.É preciso fazer algo, antes que seja tarde, aliás já sabemos e estamos vivendo esta crise, só que não adianta poucos saberem e lutarem .

Não teria alguém uma idéia do que poderia estar fazendo aqui na minha cidade???

Obs.:
Vejo vcs escrevendo muito além dos meus conhecimentos e convivência, confesso que fiquei um pouco constrangida em mandar este recado, por ser tão simplorio, mas ao mesmo tempo mostro-lhes como sou e quem sou. Na minha simplicidade ou "pouco conhecimento" quero também participar e fazer algo acontecer.Por isto estou aqui e assim falo à vocês!

Abraços a todos! Laura

Vamos fritar em nove anos?

Enviei a pergunta a um amigo e repasso a resposta por ele fornecida:



Izilda, bom dia!



A notícia que tenho é de que uma nova higienização do planeta terá seu início no ano de 2012. No entanto, essas questões de datas são complicadas porque os vaticínios atendiam uma outra medida de tempo. E hoje, como sabemos através da física quântica, tempo e espaço são mais elásticos do que imaginávamos.

Pois bem, os sinais que estão ocorrendo no planeta nos dão a pista para entendermos que, sim, essa higienização começa a se aproximar. Essa higienização pode ocorrer de diversas formas, não importa. A cada vez que isso ocorre as mudanças são realmente drásticas. O povo atlante sumiu e deixou alguns descendentes (os Celtas). Os egípcios daquela época simplesmente sumiram. Os dinossauros deixaram de existir de uma vez só. E assim por diante. O próprio eixo magnético do planeta poderá mudar novamente, como já aconteceu no passado e isso já está provado cientificamente, causando novos e sérios transtornos.

As profecias mostram uma série de "coincidências" em seus relatos, apesar do difícil entendimento pelo uso da metáfora, parábolas e outros que tais. Não podiam expressar livremente essas comunicações porque poderiam ser queimados pela ignorância da religião.

Uma outra forma poderá se originar devido ao próprio conflito entre os seres humanos, e eles sempre advém de problemas econômicos. Se você olhar para a história foi por essa razão que deflagrou-se a Primeira Guerra Mundial, em 1918, e foi pelo mesmo motivo com a Segunda Guerra Mundial. Na verdade a segunda terminou com a primeira que ficou suspensa durante todo aquele período e culminou com o "crack" da bolsa de Nova York, em 1929.

Até mesmo Nostradamus indicou que o perigo para o século 21 viria do Oriente. O Apocalipse também. Repare como as coisas estão por lá. Os arábes sabem que os israelitas querem o domínio da água no planeta. A água será o elemento mais valioso sobre todas as coisas. Isso porque o planeta não suportará mais esse crescimento vegetativo da população. Um novo suprimento de água não poderá ser trazido de outro planeta. A água que temos é a que sempre existiu por aqui e olha que a população da Terra, que a bem pouco tempo era de dois bilhões de habitantes, agora está atingindo aceleradamente os seis bilhões e quinhentos milhões de habitantes. De forma acelerada também está a poluição. E a utilização da água por dessalinização já se mostrou inadequada. Plantas medicinais e para a alimentação deixarão de existir e alguns animais também. É interessante notar que os animais sobreviveriam sem os Homens. Estes, porém, não conseguiriam sobreviver sem os animais.

A natureza não se defende, apenas se vinga! E este planeta não suportará um número maior de habitantes por aqui. Queimados, afogados ou atingidos por algum agente externo, alguma coisa irá acontecer para "limpar" o ambiente.

Esse assunto é longo e vou parar por aqui. Os sinais já estão aí para qualquer um perceber. O mundo não vai acabar, mas os habitantes que restarem por aqui jamais irão acreditar que o planeta Terra era tão habitado assim.

Apesar de tudo isso, é preciso continuar caminhando e cumprir o nosso destino pessoal. Não quero mais "repetir de ano" e tornar a cumprir as mesmas lições.

Um bom domingo para você!

Sini



Eu
Izilda te respondo conforme me foi repassado.

Abraços.

Bom eu acho que como diz meu amigo José Elton (Professor e Pós-Graduação em educação Ambiental):

Façamos lenta e pacientemente a nossa parte e estejamos preparados para o que vier. E claro, devemos buscar formas de vida mais sustentável, tanto em nível pessoal como coletivo, frutos da nossa mudança de visão do nosso lugar e desse maravilhoso e perigoso momento em que vivemos. Grande abraço. JE


*******
Walter Antonio Pereira
Biólogo - Graduado em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual de Maringá - PR;
Professor de ciências, matemática e educação sanitária por mais de 7 anos;
Biólogo da "Saneeco", empresa que fabrica, instala equipamentos para tratamento de efluentes domésticos e industriais, biodigestores - Saneeco - www.saneeco.com.br ;
Colunista do site Santa Ignorância ! - www.santaignorancia.com.br;
Responde a perguntas sobre tratamento de efluentes domésticos e industriais, caixa separadora de água e óleo, meio ambiente, etc, no site Posto Ecológico - www.postoecologico.com.br;
Colunista do site Florais e Cia - www.floraisecia.com.br

<<Voltar para página Anterior

 

 

Topo^   

COLUNAS