São Paulo, 25/06/2019        
PÁGINA INICIAL
Florais de Bach para animais
 
ARTIGOS     
 
EXPERIMENTAÇÃO ANIMAL - Ruim para os animais, muito pior para a saúde humana




Se os animais reagem diferentemente a diversas substâncias químicas, como atesta o Biólogo brasileiro Sérgio Greif*, como confiar nas experimentações animais quer sejam em laboratórios, faculdades de medicina, etc?
Se inúmeros remédios, testados em animais, vendidos anos a fio em farmácias, são retirados das prateleiras por comprovação de mortes ou efeitos perigosos irreversíveis em crianças e adultos, como confiar nas experimentações animais?




Vítimas da THALIDOMIDA - medicamento testado em animais
receitado para mulheres grávidas.



Na realidade, qualquer pessoa que leia uma bula, de qualquer medicamento, vai entender a inutilidade dos testes em animais, pois as contra-indicações, as reações adversas, as precauções e as advertências são provas latentes dos problemas que poderão causar o uso dos mesmos.
Em vários países da Europa e nos Estados Unidos as alternativas aos testes já são uma realidade. Investindo em tecnologia, os países do primeiro mundo estão livrando a saúde humana dos escandalosos erros médicos e dos inúmeros efeitos colaterais dos remédios testados, exaustivamente em animais, supostamente seguros para a saúde humana. Melhor para os americanos e europeus!


Drº Vernon Coleman - Membro da Sociedade Real de Medicina na Inglaterra - , autor de inúmeros livros e artigos na área da medicina humana e do combate à experimentação animal, afirma que:
"Faz mais sentido testar novas drogas em pedaços de tecidos humanos que num rato. Os resultados são mais confiáveis. Mas, a indústria não gosta desses testes porque muitos medicamentos POTENCIALMENTE PERIGOSOS para o homem seriam jogados fora e NUNCA poderiam ser comercializados."
Drº Coleman ainda alerta que: "Existe uma lista de produtos que CAUSAM CÂNCER nos bichos, mas são VENDIDOS normalmente para o uso humano. Só as empresas farmacêuticas GANHAM com um sistema como esse."
Ainda, segundo Dr. Coleman os testes em animais só são realizados para protegerem as empresas e o Estado de serem PROCESSADOS por causa dos efeitos secundários imprevistos que acontecem em humanos e não para tornarem as drogas mais seguras para o consumidor.


Quanto à crença de que milhares de animais são utilizados em pesquisas para prevenir a exposição do homem à medicações perigosas, Sérgio Greif rebate categoricamente: "Pelo contrário. Os animais reagem DIFERENTEMENTE a diversas substâncias químicas, não apenas em relação ao homem, mas também entre as espécies."[...] " Se os testes em animais são um indicativo de reações humanas, por que tantos efeitos colaterais se tornam visíveis depois que o homem cobaia é exposto à droga?" [...]" A verdade é que a experimentação animal não curou sequer uma simples doença humana." [...] " O dinheiro que foi e ainda é gasto com a experimentação animal poderia salvar muitas vidas caso fosse empregado em programas de melhoria da saúde pública." Arremata o biólogo.
Na maior parte das indústrias de cosméticos e higiene, os animais são ainda utilizados como cobaias, embora muitas indústrias já tenham demonstrado com a abolição dos testes em animais e com a utilização das ALTERNATIVAS, que é possível ter produtos de alta qualidade e segurança, sem lançar mão de procedimentos tão inúteis e dolorosos para os animais.







Os coelhos são as vítimas mais utilizadas nos testes das indústrias de cosméticos por serem dóceis e possuírem olhos maiores. São mantidos presos, tendo só a cabeça à mostra, presa por uma espécie de forquilha enquanto seus olhos são recobertos por produtos químicos para testar as etapas de corrosão ou irritação. O pior é que os olhos dos coelhos são tão diferentes dos olhos humanos! Milhares de substâncias químicas são testadas em animais todos os dias provocando sofrimento e morte inútil de seres que não se maquilam, não bebem, não fumam, não se perfumam, etc.


*Sérgio Greif - Biológo, Pós-graduado em Nutrição Humana pela Unicamp; autor, conjuntamente com o biólogo Thales Tréz do livro A Verdadeira Face da EXPERIMENTAÇÃO ANIMAL- A sua saúde em perigo, publicado pela Ong Falabicho e autor do livro Alternativas ao uso de animais vivos na educação- pela ciência responsável, publicado pelo Instituto Nina Rosa - Projetos por Amor à Vida.

Para obter mais informações:
http://www2.uol.com.br/sciam/conteudo/materia/materia_93.html
www.internichebrasil.org/index.html
A Verdadeira Face da EXPERIMENTAÇÃO ANIMAL- A sua saúde em perigo, Sérgio Greif e Thales Tréz
Editora Falabicho - Caixa postal 31047 RJ cep.: 20 732.970
Alternativas ao uso de animais vivos na educação - pela ciência responsável - Sérgio Greif
Instituto Nina Rosa - caixa postal 11 278 cep.: 05422-970 São Paulo
UKAVIS-UK Anti-vivisection ,Information Service,Londres, Inglaterra.
Fotos: www.pea.org.br/ - Iracema B. Hochman

*******
Fátima Borges - artista plástica, poetisa, professora de português e teatro infantil;
colunista do site Petgree - www.petgree.vet.br;
vice-presidente da Ong DAAJ ( Defesa animal e ambiental com apoio jurídico);
colunista do site Florais e Cia - www.floraisecia.com.br

A Publicação é autorizada, CONSERVANDO TODOS OS CRÉDITOS E
CITANDO A FONTE: site “Florais e Cia” – www.floraisecia.com.br











<<Voltar para página Anterior

 

 

Topo^   

COLUNAS